Desejando, sempre, honrar ao Senhor…

Amor é uma questão de imagem

Bom, podemos começar hoje lembrando do que aprendemos nas semanas passadas. Aprendemos que o amor entre Jônatas e Davi era um amor que nos ensina que podemos ter amigos de várias idades e que isto não impede que nosso melhor amigo seja mais novo ou mais velho do que a gente.

Aprendemos também que se amarmos como o Senhor deseja, como crianças, além do cuidado que Ele vai ter para nos ensinar sobre como Ele ama, também seremos testemunhas de que Ele não cochila nem dorme. O nosso Pai sempre está vendo tudo.

Hoje aprenderemos que amor é uma questão de imagem.

Em Isaías 41.13 temos: “Porque eu, o SENHOR teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo”.

O objetivo deste estudo é que devemos perceber que o Senhor não está alheio ao que acontece conosco. Ele está disposto a nos ajudar e nos encoraja a buscarmos n’Ele ajuda.

Sabe, muitas vezes chegamos mesmo a pensar se o Senhor está realmente trabalhando ou se Ele está dormindo em nosso barquinho, enquanto às ondas nos engolem. Mas se acreditarmos que o Senhor não vai morrer saberemos que o barquinho da nossa vida não vai afundar, porém, se afundar, Jesus com certeza vai andar sobre as águas. Mas você pode até perguntar: “e eu?” Pois eu te digo que se você estiver com os olhos voltados para Ele você também poderá andar sobre as águas.

Devemos aprender a não ter medo de amar, pois Deus está conosco. Este tipo de texto é repetido várias vezes para que nós saibamos: esta é a chave para vencer o medo.

              Confiar em Deus é uma questão de escolha.

Se acreditamos que o Senhor, através do seu imenso amor, pela fé, pode nos livrar do inferno e da morte eterna, por que não conseguimos acreditar que amar meu irmão é o desejo de Deus para minha vida?

            Amar meu irmão é uma questão de imagem.

            Acreditamos que o Senhor pega nossos erros, nossas dívidas perante o Pai e diz: “Pai, perdoe-as”. Mas não conseguimos dar o braço a torcer e aceitar o erro de um irmão e não perdoa-lo.

 

            Quero lhe ensinar uma coisa de forma muito clara: nós somos a maçã dos olhos de Deus! Ou seja, nós somos o que Deus mais deseja. Se você não consegue ver seu irmão como a maçã dos olhos de Deus, se você não consegue perceber a importância de seu irmão para Deus eu acredito que você precisa, urgentemente, de um encontro real com Deus.

 

            Como você pode amar Deus e não amar algo que Ele mesmo criou sua imagem e semelhança? Como você pode amar a Deus e não respeitar aquilo que Ele mais ama, a ponto de se entregar, como homem, à morte?

 

            Se você não ama seu irmão comece a desejar ama-lo. Ore e peça à Deus por isso, confie no Senhor, exercite o amor, por mais difícil que seja e o Pai que deseja você vai lhe ensinar a amar como Ele ama você.

 

Que o Senhor revele toda sua grandeza, em amor, aos que fazem questão de adorarem através do amor.

 

                                    Sem. Sérgio Inojoza

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s