Desejando, sempre, honrar ao Senhor…

Ousadia

Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade. Hebreus 4. 14-16

Profissões de ousadia, corajem, são muito valorizadas hoje em dia pela sociedade. Por exemplo: bombeiros, salva-vidas, pessoas que arriscam a vida para salvar outras são tidas como “heróis”. E a presença destas pessoas nos fazem ter corajem, ousadia e confiança para irmos até certo ponto, porque eles estão ali.

Antigamente, no Velho Testamento, durante um dia no ano, a expectativa se voltava toda para uma pessoa, que tinha que arriscar a vida para oferecer sacrifícios pelo o povo: o Sumo-sacerdote do templo. Veja o que a Bìblia fala sobre algumas funções dos Sumo-sacerdotes: Levítico 21. 10-16. Uma vez por ano o Sumo-sacerdote deveria entrar no templo para oferecer sacrifício ao Senhor pelos pecados do povo. E se ele não estivesse puro, ao entrar na presença do Senhor, ele morreria na hora. Uma característica deste momento é que ele entrava amarrado pela cintura. Caso ele morresse, as pessoas poderiam puxá-lo para fora.

O texto nos fala que devemos nos aproximar do “trono da graça com toda confiança”. Mas confiança em que? E à semelhança do bombeiro ou do salva-vidas, quem está lá para garantir a minha segurança para que eu possa entrar com confiança? Vamos ver o que diz Hebreus 9. 11 – 15.

Somente podemos nos aproximar do trono da graça porque Jesus Cristo já ofereceu seu sangue para nos purificar. A confiança que devemos ter está no fato de que Cristo derramou seu sangue para purificar o nosso pecado. Ele entrou e se sacrificou para que você também pudesse entrar.

Ninguém pode estar na presença de Deus. Somente aqueles que são santos. Somente podemos nos aproximar do Trono da Graça quando somos levados pelo Espírito Santo, por meio do sangue de Cristo.

Só isso já era suficiente para pararmos por aqui… mas Deus agradou-se em revelar-nos um segredo: Quem está no trono da graça? Apocalípse 7. 17

Jesus fez o sacrifício para que eu pudesse entrar, mas Ele está lá para garantir que eu serei aceito na presença de Deus.

A forma segura de entrar na presença de Deus é pela fé no sangue de Cristo que foi morto para me santificar. Muita gente acha que não é boa suficiente para estar na presença de Deus. E é certo. Mas o presente é saber que Ele deseja que estejamos na presença dEle. Por isso que Jesus se entregou: para que tivéssemos comunhão com Deus.

Talvez hoje, você ache não tem jeito para sua vida. Talvez você ache que já viu, fez ou viveu muita coisa ruim. Talvez você ache que sua mente já está contaminada com as coisas ruins de tal forma que não tem mais jeito. Mas até pra você existe solução: Hebreus 9.14. 1 João 1.9

Sabe, meu irmão, o Senhor sente um amor incomparável por nós. Ele nos ama tanto que decidiu voltar a ter comunhão conosco e este amor foi completamente correspondido em Cristo Jesus que decidiu fazer esta ponte que liga Deus e o homem.

Neste momento tudo está pronto para você entrar na presença de Deus, atravéz do Sangue de Cristo. O sacrifício já foi feito: temos o sangue que nos purifica. O Espírito Santo nos foi dado: temos quem nos leve ao trono da graça. O próprio Jesus já está lá para garantir que seremos aceitos. Falta você decidir entrar com confiança na presença de Deus.

Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade.

Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus, por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo. Temos, pois, um grande sacerdote sobre a casa de Deus. Sendo assim, aproximemo-nos de Deus com um coração sincero e com plena convicção de fé, tendo os corações aspergidos para nos purificar de uma consciência culpada, e tendo os nossos corpos lavados com água pura. Apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel. E consideremos uns aos outros para nos incentivarmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia. Se continuarmos a pecar deliberadamente depois que recebemos o conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados, mas tão-somente uma terrível expectativa de juízo e de fogo intenso que consumirá os inimigos de Deus. Quem rejeitava a Lei de Moisés morria sem misericórdia pelo depoimento de duas ou três testemunhas. Quão mais severo castigo, julgam vocês, merece aquele que pisou aos pés o Filho de Deus, profanou o sangue da aliança pelo qual ele foi santificado, e insultou o Espírito da graça? Pois conhecemos aquele que disse: “A mim pertence a vingança; eu retribuirei”; e outra vez: “O Senhor julgará o seu povo”. Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo! Lembrem-se dos primeiros dias, depois que vocês foram iluminados, quando suportaram muita luta e muito sofrimento. Algumas vezes vocês foram expostos a insultos e tribulações; em outras ocasiões fizeram-se solidários com os que assim foram tratados. Vocês se compadeceram dos que estavam na prisão e aceitaram alegremente o confisco dos seus próprios bens, pois sabiam que possuíam bens superiores e permanentes. Por isso, não abram mão da confiança que vocês têm; ela será ricamente recompensada. Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que ele prometeu; pois em breve, muito em breve “Aquele que vem virá, e não demorará. Mas o meu justo viverá pela fé. E, se retroceder, não me agradarei dele”. Nós, porém, não somos dos que retrocedem e são destruídos, mas dos que crêem e são salvos. Hebreus 10. 19 – 39

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s