Desejando, sempre, honrar ao Senhor…

“Importa-vos nascer de novo” João 3.7,8

Esse texto não é só meu. Tem bastante coisa de outros autores também. Faz parte de uma série de mensagens que estou pregando sobre a autoridade dos que crêem. Este é o 1° de 3. Estarei postando os outros nas próximas semanas. Espero que Deus abençoe vocês…

Nada é mais importante do que conhecer o Senhor. Nada tem mais valor do que invocarmos o doce nome de Jesus e termos a certeza de que estamos em sua presença, aceitos como filhos de Deus regenerados, que pela graça recebemos a salvação e o Consolador.
Porém, existe um processo pelo qual todos os que estão no caminho da salvação devem passar. É este processo que garante a autoridade dos que crêem: Nascer de novo. Nascer de novo, aos olhos de Deus, se fundamenta na certeza absoluta de que qualquer pessoa muda radicalmente de vida. Esta mudança radical deveria ser ponto chave na vida dos crentes, deveria ser inconfundível. Mas o que tem acontecido hoje? Será que temos vivido de forma tão inconfundível ao ponto de sermos reconhecidos? Ou nossas atitudes, palavras e vidas se parecem tanto com o mundo que nos perdemos entre a multidão?

O Que Está Acontecendo Conosco?
Existe hoje, em nossas Igrejas, o impulso de não somente relativizar o indiscutível como também de suavizarmos a verdade de Deus para que as nossas vidas não fiquem “tão fora assim” do céu.
Jesus deixa bem claro para Nicodemos: “Ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo” (João 3.3). Então, como é possível que alguém afirme ser cristão sem nascer de novo, sem aceitar que sua vida mude radicalmente? Infelizmente é o que temos visto nas Igrejas de massa. Não existe uma preocupação com a mudança de vida, com o nascer de novo, com o abandono do pecado, com a presença do Reino de Deus.
Existem nas Igrejas de hoje verdadeiros agentes funerários espirituais que maquiam os mortos para que sua aparência agrade outros mortos. E a conseqüência nas Igrejas de hoje são fileiras se enchendo, mas as pessoas da igreja ainda estão indo para o Inferno, as orações não estão sendo respondidas, milagres não acontecem, pessoas não conhecem a Deus, o Espírito Santo não atua e crentes nominais vivem sem autoridade. A maioria destas pessoas não sabe, de fato, o que está errado com elas.

O Novo Nascimento é o Início da Mudança
Quando Jesus disse a Nicodemos: “Importa-vos nascer de novo” (João 3.7), Ele não estava compartilhando uma informação interessante, mas que não tinha importância. Estava conduzindo-o à vida eterna.
Somente aqueles que nasceram de novo podem experimentar a plenitude das palavras de Jesus. Em João 6.63 Jesus diz: “as palavras que vos tenho falado são espírito e vida”. Fica claro para nós que as palavras de Jesus nos conduzem para um mundo diferente do que estamos acostumados a viver, nos conduzem para um mundo espiritual onde as regras são diferentes. Um mundo onde o desejo da minha carne não influencia a minha tomada de decisões ou a forma como eu vivo. Jesus está dizendo que as suas palavras nos tornam vivos para o mundo espiritual.
Dallas Willard define vida como sendo: “o poder para interagir em um tipo específico de relação”. Exemplo: uma rosa está viva, porém se eu jogar perto dela um novelo de lã ela não vai brincar com o novelo. Ela está viva, mas está morta para o mundo da brincadeira. Porém um gato possui vida e se eu jogar um novelo de lã perto dele ele vai brincar com este novelo, diferente da rosa. Mas se eu colocar perto do gato um livro de poesia ele não vai ler, pois o gato tem vida, mas está morto para o mundo das artes.
Assim como no Gênesis que, por causa do pecado, Adão é expulso do Éden. Isso significa que Adão morre para um tipo de relacionamento específico. Adão está vivo, mas está morto para Deus. Morto para o mundo que Jesus chamou de “espírito e vida”. Assim como Adão, nós estamos vivos, mas estamos mortos para Deus até que venhamos experimentar o nascer de novo.

Ainda Somos Nós Mesmos, Mas Novos
O novo nascimento é a criação da vida espiritual e não uma imitação desta vida. Quando nascemos de novo passamos a obter uma nova vida e não uma nova religião. No início do capítulo 3 de João, o autor deixou bem claro quem era Nicodemos: “um dos principais dos judeus”. O que João deixa claro é que mesmo todo o admirável estudo, disciplina e firmeza de Nicodemos em seguir a lei não substituíam a necessidade do novo nascimento.
Jesus estava dizendo a Nicodemos – e a nós – que não precisamos de religião e sim de vida. Para Jesus, o novo nascimento trás uma vida nova para o mundo. Nicodemos estava vivo, mas estava morto espiritualmente, pois nele não havia vida espiritual. Ele ainda precisava nascer.
O que acontece no novo nascimento é que surge uma vida que não existia antes. Uma nova vida começa no momento do novo nascimento. Não se trata de uma atividade religiosa, de disciplina ou de decisão. Trata-se do surgimento de uma vida onde “as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Cor. 5.17)

Experimentando o Sobrenatural, e Não Somente Afirmando a sua Existência
Nascer de novo não é uma a mera afirmação do caráter sobrenatural em Jesus, e sim, experimentarmos o sobrenatural. Em João 3.2, Nicodemos afirma reconhecer no ministério de Jesus uma genuína atividade divina. Admitiu que Jesus viera de Deus e que fazia as obras dEle. Mas Jesus não reagiu a isso dizendo: “Gostaria que todos na Palestina vissem a verdade como você vê sobre mim”. Em vez disso, Ele falou: “Você precisa nascer de novo ou nunca verá o Reino de Deus”.
Jesus deixou bem claro que não é a admiração, ou encantamento com os milagres ou a afirmação que Jesus veio de Deus que permite a salvação. E isso é um perigo, pois eu não preciso de um coração novo para ficar encantado com as maravilhas que Deus faz. Só a natureza humana já é suficiente para nos admirarmos e a natureza humana tem a inclinação de afirmar que aquele que faz milagres vem de Deus. Mesmo o Diabo sabe que Jesus é o Filho de Deus e faz milagres (Mc. 1.24).
O que importa não é a mera afirmação do caráter sobrenatural de Jesus, e sim experimentar em si mesmo o sobrenatural. O novo nascimento é sobrenatural, e não natural. Aquilo que é nascido deste mundo não pode ser a causa da ocorrência do novo nascimento. “o que é nascido da carne é carne e o que é nascido do Espírito é espírito” João 6.6. A carne é o que somos por natureza. O Espírito de Deus é a pessoa sobrenatural que ocasiona o novo nascimento.

Uma Nova Criação, não um Aperfeiçoamento da Antiga
O que acontece no novo nascimento não é o aperfeiçoamento da velha natureza, e sim a criação de uma nova natureza humana. Uma natureza que é realmente você, perdoado e purificado; uma natureza que é realmente nova, formada em nós pelo Espírito de Deus que habita em nós.
Em João 3.5 Jesus diz a Nicodemos: “em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus”. O que Jesus quis dizer com os termos: “da água e do Espírito” não se relaciona com o batismo, como alguns afirmam. Mas sim com o contexto de Jesus que se baseia no Antigo Testamento e não no batismo que é ensinado somente no Novo Testamento.
Abra sua Bíblia em Ezequiel 36. 24 – 28. Observe que Deus vai aspergir água para purificar e dará um espírito novo. Em outras palavras, entrarão no reino aqueles que têm uma novidade que envolve a purificação do velho e a criação do novo. Está purificação não quer dizer que deixaremos de ser nós mesmos. Se fosse assim todo o conceito de perdão dos pecados e purificação seria irrelevante. Seríamos outras pessoas com outros nomes e outras vidas. Nada restaria do passado para ser purificado ou perdoado.

A Necessidade de Ser Novo
Porém, além do perdão e da purificação nós precisamos de algo mais. Precisamos de vida. Precisamos de uma maneira nova de ver, pensar e avaliar as coisas. No novo nascimento Deus remove o coração duro como pedra, insensível e dá-nos um coração de carne, vivo, terno, que responde ao chamado e às Palavras de Deus e que sente o valor de Deus.
John Piper falando sobre isso diz: “O quadro que tenho em mente é que o novo coração fervoroso, real e vivo é como um pedaço de argila disforme e mole no qual o Espírito Santo age e dá uma forma espiritual e moral de acordo com seu próprio caráter. Habitando em nós, Ele mesmo possibilita que nosso coração e nossa mente expressem seu caráter – seu espírito (cf. Ef. 4.23)

2 Respostas

  1. Reginaldo Guiçardi

    IMPORTA-VOS NASCER DE NOVO – JOÃO 3:7

    Porque nascer de novo?
    Qual a necessidade de nascermos de novo?
    Duas perguntas muito ligadas uma à outra! Vejamos a seguir:
    A 1ª pergunta é: PORQUE NASCER DE NOVO? Partindo do princípio bíblico de que todos nós nascemos mortos para Deus, como está escrito na carta do apóstolo Paulo aos Efésios no Cap.2 vs.1 “Ele, Cristo, vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados”. Mas porque estávamos mortos? Vejamos na carta do apóstolo Paulo aos Romanos no cap.5 vs.12 “Portanto, assim como por um só homem (Adão) entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram” Vejamos no livro de Gênesis no Cap. 2 Vs. 15 a 17, o Senhor Deus, depois de ter criado o homem (Adão), o colocou no jardim do Éden para que o cultivasse e o guardasse (Paraíso – um lugar ideal e maravilhoso para se viver) e o advertiu dizendo que de toda árvore do jardim ele poderia comer livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não poderia comer em hipótese nenhuma, porque no dia que dela ele comesse, certamente ele morreria! Agora eu faço uma pergunta: Adão morreu ou não? Fisicamente não, mas ele morreu espiritualmente para Deus, por causa do pecado da incredulidade e desobediência a Deus! Tanto é que depois de pecarem contra Deus, Adão e Eva foram banidos, expulsos do jardim do Éden, a fim de lavrarem a terra e sofrerem todas as adversidades da vida e comerem o pão no suor do seu rosto, como está escrito no livro de Gênesis no cap.3 Vs. 16 a 19. Então a resposta à 1ª pergunta é “Se não houver novo nascimento o homem continuará morto em seus delitos e pecados eternamente, mesmo sendo um bom religioso!”.
    A 2ª pergunta é: QUAL A NECESSIDADE DE NASCERMOS DE NOVO? Vejamos o que está escrito na carta do apóstolo Paulo aos Romanos no Cap.3 vs.23 “pois todos pecaram e carecem (necessitam) e em outra versão (destituídos) da glória de Deus”
    No Evangelho segundo João no Cap.3 Vs. 3 e 5, Jesus Cristo trata firmemente com um religioso chamado Nicodemos, que era um fariseu cumpridor da lei, um dos principais dos judeus. Este foi ter com Jesus de noite, elogiando-o pelos sinais que Ele fazia, mas Jesus não se deixou levar pelos elogios vindos daquele pecador que necessitava nascer de novo!
    Pelo contrário, Jesus foi logo respondendo: Vs.3 “Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus”.
    Em primeira instância a condição é nascer de novo para ver o reino de Deus!
    Confuso, Nicodemos faz nova pergunta dizendo como sendo ele velho poderia nascer de novo, entraria ele na barriga de sua mãe e nasceria segunda vez? E Jesus novamente lhe responde firmemente dizendo: Vs.5 a 7 “Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: Necessário vos é nascer de novo”. Em segunda instância a condição é nascer da água e do Espírito para entrar no reino de Deus. A água é a própria palavra de Deus e o Espírito é o próprio Deus. A pessoa tem que nascer do alto, tem que nascer de Deus! Vamos ler no Evangelho segundo João no Cap. 1 Vs.13. “Os quais não nasceram do sangue,nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.
    Assim como essa afirmação deu um nó na cabeça religiosa de Nicodemos, sim porque ele não entendeu nada, creio que também tenha dado na sua cabeça que está me ouvindo (lendo esta mensagem) nesse momento.
    Mas você sabe porque isso acontece? Porque as pessoas, diante de tal afirmação, pensam logo nas coisas que são deste mundo, inclusive na sua própria vida efêmera, diante daquilo que é espiritual e eterno, a vida eterna! E essa vida eterna pode ser no céu ou no inferno e a escolha é sua! Aí você me pergunta: Mas como nascer de novo!? Eu explico:Jesus, antes da sua morte, antes de ser crucificado, Ele disse como está escrito no evangelho segundo João no Cap.3 Vs14b. “Assim importa que o Filho do Homem seja levantado” e disse também no evangelho segundo João no Cap.12 Vs.32 “ E eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim mesmo”. Amados, isso não é brincadeira, não é um conto de fadas, é a sacrificial e maravilhosa obra divina, executada a preço de sangue incalculável, por Jesus Cristo na Cruz do Calvário! Ele veio ao mundo para salvar o pecador da lei do pecado e da morte, da condenação eterna e fez isso de uma maneira tal que não dá para comparar com nada neste mundo! Veja no evangelho segundo João no Cap.3 Vs.16 “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo o que n’Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” Que amor é esse? É um amor imerecido porque estávamos mortos para Deus em nossos delitos e pecados e éramos seus inimigos, filhos do diabo, como está escrito no evangelho segundo João no Cap.8 Vs.44a “Vós sois do diabo, que é o vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos”.
    Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia e graça nos alcançou e nos deu vida em seu filho Jesus o “Cristo” ungido, como está escrito no livro do profeta Isaías no Cap.61 Vs.1a” O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas novas aos quebrantados de coração”.
    Nos três anos de seu ministério, Jesus Cristo anunciou as boas novas, o evangelho do Novo Nascimento ao povo, para que fossem salvos da condenação eterna. Ele pagou um alto preço, preço de sangue, por cada um de nós, cumprindo assim a sua promessa de nos atrair no corpo dele na cruz, como está escrito no evangelho segundo João no Cap.12 Vs.32 para aniquilar de vez, destruir, desarraigar a nossa velha e pecaminosa natureza e sendo nós, crucificados juntamente com Ele como está escrito na carta do apóstolo Paulo aos Romanos no Cap.6 Vs.6 o nosso velho homem ou seja, a nossa velha natureza adâmica, recebida de Adão, foi totalmente destruída por Jesus Cristo na cruz do Calvário e o pecado que nos escravizava foi destruído por Ele, justificando-nos e nos tornando livres da condenação eterna! Na carta do apóstolo Paulo aos Romanos no Cap.6 Vs.4 está escrito “Fomos sepultados com Ele na sua morte pelo batismo; para que como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida” Ganhamos nova vida, a vida de Cristo! Na 1ª carta do apóstolo Paulo aos Coríntios no Cap.5 Vs.17 está escrito “E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas velhas já passaram; eis que se fizeram novas” Isso é novidade de vida! Na carta do apóstolo Paulo aos Efésios no Cap.2 Vs. 1 a10 ele nos mostra como éramos e o que Jesus Cristo fez por nós e joga por terra toda a obra humana, nojenta e falida, para que saibamos que não é pelo que fazemos ou deixamos de fazer, se somos religiosos cumpridores da lei, bonzinhos e outros “inhos” que entramos no Reino de Deus! Se (significa condição) estivermos em Cristo e Ele em nós, é que veremos e entraremos no Reino de Deus! Na carta do apóstolo Paulo aos Colossenses no Cap. 2 Vs.12 está escrito que fomos sepultados, juntamente com Cristo, no batismo, no qual igualmente fomos ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos. No Vs. 13 está escrito que Ele, DEUS, nos deu vida juntamente com CRISTO, perdoando todos os nossos pecados. Deixamos de ser pecadores! No Vs. 14 está escrito que Jesus Cristo pagou a nossa dívida, tendo Ele cancelado o escrito de dívida que era contra nós, que nos era prejudicial, porque seríamos condenados à morte eterna! Mas Ele removeu-o inteiramente, não sobrou nada, não deixou nada para trás e o encravou na cruz!
    E despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando sobre eles na cruz! Portanto, se você meu amigo, minha amiga quer se tornar uma nova criatura, filho(a) de Deus, quer experimentar o novo nascimento em sua vida, entregue sua vida a Jesus Cristo e creia na sua atração (João 12:32) no corpo de Jesus Cristo lá na cruz, na sua crucificação juntamente com Ele (Romanos 6:6) na sua morte juntamente com Ele (Romanos 6:7) na sua sepultura e ressurreição juntamente com Ele (Colossenses 2:12) Se você crer e for batizado será salvo, se não crer será condenado (Marcos Cap.16 VS.15 e 16)
    Clamo ao Senhor para que Ele na sua infinita graça e misericórdia te dê a revelação do Evangelho de Cristo e que você seja uma benção para a glória do Reino de Deus!

    Graça e Paz!

    Reginaldo Guiçardi
    Ministro de louvor, compositor e evangelista.
    regiguicardi@gmail.com

    29/11/2014 às 20:22

  2. Anônimo

    Lindo.

    02/12/2014 às 17:51

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s