Desejando, sempre, honrar ao Senhor…

Pelo Seu Poder que Opera em Nós! Efésios 3.2

Meus irmãos, quanto mais lemos a Palavra de Deus, quanto mais ouvimos o Senhor falar, mais nos vemos frente a uma situação onde devemos decidir o que desejamos realmente para nós. Se desejamos aquilo que Deus deseja de nós e para nós, se desejamos viver para a glória de Deus ou se queremos viver à margem, em uma vida medíocre, onde o poder e as bênçãos do Senhor são pela misericórdia e não pela graça.

Muitas e muitas vezes já ouvimos o texto acima. Quantas e quantas vezes já nos deleitamos no fato de que “Deus é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos”. Amamos o termo “infinitamente mais”, pois nos eleva a um novo nível de bênção onde Deus pode fazer muito além do que o meu sonho mais alto e mais lindo…

Somos assim, nos deleitamos nas promessas, no que Deus falou que vai fazer, pois Ele não pode mentir e acabamos nos esquecendo do que cabe a cada um de nós fazer, pois somos cooperadores de Deus (1 Cor. 3.9).

Claro que o significado de “infinitamente mais” nos enche os olhos. E eu creio que Deus queria mesmo chamar a nossa atenção ao Seu poder e amor, e bondade. Deus nos ama e realmente quer fazer por nós infinitamente mais do que pedimos ou pensamos. No grego, quer dizer: superior, superabundante, excessivo, mais abundante, muito alto, além da medida. Percebam a maravilha que é o poder de Deus operando em nós.

Mas o que muitos de nós se esquecem de ler e refletir à respeito é o que o final do versículo diz: “segundo o poder que em nós opera”. Isso é uma condicional. Em outras palavras: “de acordo com o poder que em nós opera”. Agora devemos nos perguntar: “Qual o poder que está operando em mim?”.

Deus não é ingênuo. Seu Reino não é feito de algodão doce, mas de poder (1 Cor. 4.20). Se somos cooperadores de Deus, ou seja, agimos, trabalhamos e vivemos em conjunto com Deus, devemos também ser responsáveis por manter o poder de Deus em nós.

Se vivermos experimentando o poder da carne ou de satanás em nós, vamos viver as coisas que não tem nada haver com Deus. Deus vai continuar sendo poderoso para fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos, mas não vai ser o Seu poder que vai operar em nós. E se o poder de Deus não opera em nós, não receberemos mais do que pedimos ou pensamos.

A matemática é simples: se eu buscar a Deus, buscar mudar a minha vida, lutar contra satanás e meu pecado, verei o poder de Deus agir na minha vida abrindo a porta para que Ele possa agir de forma que, pelo seu desejo, receberei mais do que pedi ou pensei. Se não faço nada disso, o poder que vai operar em mim é o da carne e “os que estão na carne não podem agradar a Deus” (Rom. 8.8)

Paulo nos mostra exatamente onde mora o poder de Deus. Mostra-nos as condições ideais para que o poder de Deus possa agir em nós Ef. 3.16,17 e 18.

Uma resposta

  1. Cleuci

    Amém. Achei maravilhosa

    06/05/2016 às 13:25

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s